Módulos incluídos no core do Drupal

Usabilidade

Para os desenvolvedores o Drupal objetiva um sistema de desenvolvimento que seja:

  • Bem equipado com um sistema de “ganchos” que permita entendimento instantâneo para abranger a maioria dos objetivos de codificação previstos que envolvam interações com os elementos do núcleo.

Para os administradores o Drupal tem como objetivo produzir soluções que sejam:

• Fácil de instalar e configurar, de forma que seja mínimo o conhecimento técnico específico.
• Intuitivo e auto-explicativo, de forma que os administradores possam facilmente encontrar as opções de configuração que precisam.
• Altamente configurável, de forma que os administradores possam exibir a interface que eles desejam.

Para os usuários, todos os elementos da interface de usuário devem ser:

• Intuitivo e auto-explicativo de forma que os usuários, com o mínimo de experiência prévia, possam facilmente descobrir, navegar e usar as funcionalidades.
• Organizado de tal forma que os usuários não tenham dificuldades de identificar o essencial do não essencial.

Princípios:

Modular e extensível

O Drupal tem por objetivo prover um núcleo leve e poderoso que suporte ser estendido através de módulos personalizados.

Qualidade de codificação

Alta qualidade, elegância e código documentado é uma prioridade sobre funcionalidades desordenadas.

Baseado em padrões

O Drupal suporta padrões consolidados e emergentes. Padrões específicos incluem XHTML e CSS.

Demanda de poucos recursos

Para garantir excelente desempenho, o Drupal preza pelo código resumido (por exemplo, minimizando o uso de consultas a bancos). O Drupal também deve requerer o mínimo de software no lado do servidor, fazendo uso dos largamente utilizados. Especificamente, o Drupal deve funcionar corretamente em um servidor com Apache, PHP e tanto MySQL como PostgreSQL.

Código aberto

O Drupal é baseado na filosofia de colaboração de software livre através do código aberto, bem como é liberado sob a licença GPL. O Drupal em si é código aberto e construído e suportado sob outros projetos de código aberto. Especificamente o Drupal é codificado na linguagem de código aberto PHP e tem como formato primário de fonte de dados os bancos de dados de código aberto MySQL e PostgreSQL.

Facilidade de uso

O Drupal tem por objetivo uma alta qualidade da usabilidade para desenvolvedores, administradores e usuários.

Colaboração

O desenvolvimento do Drupal se baseia no compartilhamento de informação de forma aberta.

Críticas

Algumas pessoas consideram o Drupal mais difícil de aprender e levemente mais difícil de instalar do que outras soluções CMS simples ou ferramentas básicas de blogging como o WordPress. A partir da versão 5.0 do Drupal, lançada em 15 de Janeiro de 2007, os líderes do desenvolvimento da ferramenta vêm desenvolvendo uma série de melhorias deste aspecto, como a implementação de um instalador com interface web, aprimoramentos na usabilidade e perfis de instalação.
Alguns programadores criticam o Drupal porque eles percebem a ferramenta como não sendo OOP (Object-Oriented Programming, ou Programação Orientada a Objeto), mas a programação Drupal a partir de uma perspectiva orientada a objeto explica como princípios OOP e AOP (Aspect-Oriented Programming, ou Programação Orientada a Aspecto) se aplicam ao Drupal.
Muitos dos módulos contribuídos pela comunidade são compatíveis apenas com o Banco de Dados MySQL, ou apenas PostgreSQL. A partir da versão 6.0, a abstração de banco de dados obriga os desenvolvedores a criar modelos de dados independentes do servidor de banco de dados a ser usado pelo Drupal.

Copyright © 1997-2018 IZOC Serviços de Internet - Direitos Reservados.