Segurança Digital começa com um bom Antivírus

A segurança digital é uma das principais preocupações das empresas, e esse assunto passa diretamente pela escolha de um bom antivírus empresarial. Porém, muitas vezes, não se dedica o investimento necessário de tempo e recursos financeiros para blindar as informações corporativas.

A segurança digital conferida pelo antivírus é que traz tranquilidade para a realização de todas as transações que trafegam nas redes locais corporativas e na internet, sejam elas comerciais ou administrativas, tendo a certeza de que não haverá a interferência de hackers e outros cibercriminosos.

Quer entender bem quais são os pontos de atenção na hora de escolher um bom antivírus empresarial?

– Adequação ao sistema operacional

Antes de comprar um antivírus empresarial é preciso saber em qual sistema ele vai rodar: Windows, Linux ou OS X, afinal de contas, existem códigos maliciosos: malwares, scripts, worms, vírus etc. — específicos para cada sistema operacional que devem ser bloqueados.

Ah! E apesar de ser óbvio, não custa nada mencionar, é indispensável que o sistema operacional pago esteja devidamente legalizado e que as atualizações estejam em dia — inclusive do sistema operacional gratuito. Sem essas condições básicas, a rede lógica corporativa terá vulnerabilidades de segurança que não serão cobertas pelo antivírus.

– Abrangência de cobertura de segurança

O antivírus empresarial ideal deve ser abrangente, a fim de permitir o gerenciamento de segurança digital centralizado e unificado de todos os dispositivos tecnológicos: notebooks, tablets, smartphones e desktops — conectados à rede corporativa.

Nos dias atuais, em que mais e mais tipos de dispositivos — pessoais ou corporativos, de uso interno ou remoto — estão se conectando às redes lógicas das organizações, torna-se imprescindível ter uma abrangência de cobertura de segurança no antivírus empresarial. Portanto, verifique se o programa oferece proteção também para os dispositivos móveis dos usuários da sua empresa.

– Atualização do antivírus empresarial e da licença de uso

Verifique se o antivírus a ser adquirido passa por atualizações constantes, já que os vírus e outras ameaças cibernéticas são renovados frequentemente. O programa precisa ter um perfil ativo, e não somente reativo aos ataques tecnológicos que possam surgir.

Para ter a melhor defesa, escolha antivírus que tenham atualizações automáticas, proteção para navegação na web, detecção e remoção automática de infecções: vírus, malwares, worms, scripts etc.
Alguns desses softwares também incluem ferramentas que ajudam a melhorar o desempenho dos equipamentos de TI, o que pode ser muito útil para toda a sua equipe.

E mantenha a licença de uso do software de segurança digital sempre legalizada para assegurar a proteção das informações da sua empresa.

– Alinhamento à cultura local

A maioria dos softwares antivírus mais renomados são de empresas de fora do Brasil, por isso, é muito importante saber se eles mantêm um laboratório com especialistas técnicos locais para pesquisa e desenvolvimento de vacinas antivírus.
Temos que levar em conta que cada cultura tem suas particularidades e modo de agir dos cibercriminosos — engenharia social —, que podem passar despercebidos para um estrangeiro.

Geralmente, os hackers e outros criminosos exploram assuntos e operações que são de interesse de grandes fatias da população, e cada país tem seus temas específicos, por mais que a globalização tenha trazido assuntos comuns para as diversas nações do mundo.

– Valor do investimento

Sua empresa deve reconhecer que a segurança da informação é um investimento, e não um custo. O antivírus empresarial traz retorno na garantia da confidencialidade, integridade e confiabilidade das informações do seu negócio, a partir da certeza de que não haverá violações por parte de pessoas não autorizadas.

Portanto, nem pensar em instalar antivírus gratuitos na rede lógica da sua empresa. Eles são adequados para computadores de uso pessoal, e não para computadores corporativos, pelos quais trafegam informações sigilosas e estratégicas, que podem colocar em risco a sobrevivência e a reputação do seu negócio.

O antivírus empresarial pago ainda conta com suporte técnico especializado sempre que a sua equipe de TI precisar, podendo, inclusive, oferecer treinamento e monitoramento remoto para agilização de resposta às ameaças detectadas — dependendo do acordo de nível de serviço pactuado entre a sua empresa e o fornecedor do software.

Para saber qual software de segurança digital é o mais adequado para as necessidades da sua organização, pesquise fóruns e sites especializados em tecnologia da informação — tal como: av-comparatives.org — que fazem comparativos entre os antivírus.

– Reconhecimento de mercado

Escolha um antivírus empresarial de boa procedência. Verifique se a empresa fornecedora tem reconhecimento de mercado. Isso indica que ela está na vanguarda da tecnologia e se mantém atualizada quanto às principais técnicas, linguagens, metodologias e recursos aplicados para captura de informações e invasões de redes corporativas.

Vale destacar que a compra do antivírus deve ser realizada em sites confiáveis, preferencialmente do fabricante do programa, a fim de evitar a cilada de comprar softwares falsos que circulam no mercado. Toda a precaução é bem-vinda quando o assunto é cibersegurança.

Um dos antivírus empresariais de maior reconhecimento de mercado é o McAfee, que oferece soluções de segurança para computadores, endpoints, redes corporativas e computação em nuvem.

– Proteção sob medida

Os perfis de uso dos recursos de TI são variados, por isso é importante que o antivírus escolhido permita configurações de segurança específicas para cada grupo de usuários — por exemplo: frequência e horário de escaneamento de arquivos, tipo de dispositivo de TI e de sistema operacional etc.

É importante que o antivírus permita identificar a situação de segurança de cada dispositivo conectado à rede lógica da empresa, de modo que a equipe de TI saiba dimensionar, em uma visão geral, quais são os pontos vulneráveis a serem priorizados.

Além disso, é necessário que o antivírus empresarial possibilite o gerenciamento centralizado de atualizações do software, para que todos os dispositivos de TI busquem no mesmo local da rede as novas versões e se mantenham com alto nível de proteção.

Evitar sequestro e vazamento de dados, bem como outros ataques cibernéticos, é a principal função do antivírus empresarial. Ele é imprescindível para que o seu negócio prospere e cresça nesse mercado cada vez mais competitivo e cheio de ameaças tecnológicas. Sendo assim, tenha foco no que interessa: proteger as informações corporativas. Invista e colha bons resultados.

Post Your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copyright © 1997-2018 IZOC Serviços de Internet - Direitos Reservados.